Time Out Viagem

Música

Na vanguarda do erudito e do popular, Nova York não perde o ritmo jamais

Há duas cenas musicais bem distintas na Nova York atual: uma envolve o rock e o pop superexpostos na mídia, cobrindo páginas da Rolling Stone e da NME, mas amplamente desconhecida pelos nova-iorquinos; a outra só surge quando você chega à cidade e percebe como as raízes musicais da cidade são profundas. Um exemplo: a Bravery, cotada em 2005 como uma banda de futuro em inúmeras publicações dos EUA e da Inglaterra. Cite o nome desta banda radicada em NY para um fã de rock que more aqui, e provavelmente verá uma expressão de dúvida – a menos, claro, que você esteja num refúgio alternativo do Lower East Side, tipo o Pianos.

A base da eterna história da música de NY é a renovação. O que mantém essa renovação não são apenas as bandas de rock retrô fazendo releituras dos anos 1980 em troca de alguma inspiração, como também a constante chegada de jovens dispostos e talentosos que vêm tentar a vida aqui. Enquanto clichês surgem a toda hora – e a união de juventude e talento, sem citar estilos locais e globais, é evidente em qualquer direção que se olhe –, o especial a respeito de NY é que assimilar novos sons não significa esquecer as raízes. Os novos músicos que chegam têm tanto orgulho de se tornarem nova-iorquinos quanto de suas raízes. É por isso que tudo, do pop latino ao heavy metal, pode parecer tipicamente nova-iorquino.

O badalado Lower East Side, centrado na Ludlow Street, continua colorido e movimentado como sempre. Mesmo que você não se inclua na tribo do rock, ainda terá mil estilos diferentes para escutar: clássicos mundiais de jazz, hip hop, soul, folk, world music e vários estilos e fusões internacionais, de estrelas lendárias a emergentes. E tudo isso nos cinco distritos. Para ajudá-lo a navegar por tudo isso, organizamos os lugares mais notáveis e ativos, por gênero. Note que as categorias estão espalhadas. Muitas casas têm techno uma noite e na outra, só rock. Ou então vão do hip hop à música brasileira em uma só noite. Postura tranqüila e disposição para circular e observar ajudam: se a lista diz que a banda começa a tocar às 23h, pode ser que você espere até meia-noite ou até um pouquinho mais.

Documento válido com foto como prova de que você tem mais de 21 anos é essencial, não só pela bebida alcoólica: em geral, é necessário só para entrar (passaporte ou carteira de motorista são os mais indicados). Os leões-de-chácara de NY já ouviram de tudo e não se deixam influenciar por desculpas. As entradas podem ser compradas antecipadamente ou na hora. Alguns eventos de pequeno e médio portes também vendem convites nas lojas de CD da cidade. Para shows maiores, é melhor comprar pela Ticketmaster no site, por telefone ou nos pontos de venda. Alguns eventos estão disponíveis naTicket Web (www.ticketweb.com). Também é possível conseguir no site específico de cada evento (sites estão incluídos nas listas deste guia, quando disponíveis). Para mais informações sobre ingressos,. Lembre-se de ligar antes de sair e se certificar de que o local e o horário do show não mudaram sem aviso prévio.

Escrito por Time Out Viagem editors
Compartilhe

Comentários dos leitores

blog comments powered by Disqus

Outras notícias recomendadas

Tailândia, Cores e Sabores

Atrações do Pantanal

Cinque Terre